RUE


Conclusões da Conferência Operária europeia de Fevereiro de 2009
Março 13, 2009, 2:18 am
Filed under: Uncategorized | Etiquetas: , , ,

150 delegados de 22 países da Europa reuniram-se em Paris, numa Conferência que tinha como finalidade lutar contra as sentenças do Tribunal de Justiça da União Europeia, como por exemplo as relativas aos casos das empresas Viking, Laval e Rüffert, bem como do Estado do Luxemburgo. Todas estas sentenças – contra os trabalhadores, o direito à contratação colectiva e os sindicatos – tornam claro o verdadeiro conteúdo da União Europeia: um instrumento das multinacionais, uma arma de destruição massiva dos empregos e dos direitos.

O debate central da Conferência acabou por ser sobre a posição que deve ser assumida pelo movimento operário e as suas organizações perante os planos de salvação do capital financeiro, preconizados pela União Europeia e postos em prática por todos os governos ao seu serviço.

Esta Conferência tomou as seguintes decisões:

· Adoptou um Apelo contra os Tratados da União Europeia, à luz dos quais as multinacionais têm feito os maiores atropelos aos direitos dos trabalhadores, contidos nos seus contratos colectivos e nas respectivas legislações nacionais.

· Constituiu uma Comissão de Coordenação e Correspondência, a fim de pôr em prática as propostas contidas nesse Apelo.

· Deu o seu apoio à campanha dos sindicalistas da Irlanda, pela não ratificação do Tratado de Lisboa, no novo referendo a que a União Europeia vai sujeitar o povo irlandês. Neste sentido, os sindicalistas presentes nesta Conferência participarão num grande Comício internacional – a realizar em Dublin (capital da Irlanda) – em apoio ao Apelo lançado pelo Sindicato dos Electricistas (TEEU) para votar “Não” no novo referendo sobre o Tratado de Lisboa.

· Decidiu organizar uma delegação ao Tribunal de Justiça Europeu, a fim de exigir a anulação das sentenças relativas aos casos das empresas Viking, Laval e Rüffert, bem como do Estado do Luxemburgo.

· Adoptou uma Moção exigindo o levantamento das sanções aos sindicalistas do Aeroporto de Barcelona.

· Subscreveu o Apelo a uma Conferência Mundial Aberta (CMA), em defesa da independência do movimento sindical, a realizar no ano 2010, em local e data ainda a fixar. Esta CMA partiu da iniciativa de sindicalistas da China – quer de dirigentes pertencentes ao Movimento pela constituição de sindicatos independentes, quer de membros dos sindicatos oficiais – e, ainda, de responsáveis sindicais dos Estados Unidos da América.

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: